Colesterol

Este não é um nome maldito, pelo contrário, é essencial para o funcionamento do nosso organismo. O que é ruim é o seu excesso.

Existem 3 vias básicas e mais importantes de aumentarmos os níveis sanguíneos desta gordura. Primeiro, comendo o próprio, encontrado principalmente nas vísceras, seguido do fígado, produzindo mais do que necessitamos e, finalmente, comendo gorduras saturadas (geralmente de origem animal).

A maioria das pessoas não se liga nesta última forma, que se transforma 3 vezes mais em colesterol no nosso organismo de que o próprio.


Portanto, cuidado ao confiar em alimento sem colesterol, você poderá estar colaborando para o depósito de gorduras em suas artérias.


Toda gordura vegetal é líquida, então algumas como no caso da “margarina” sofrem um processo de hidrogenação, transformando parte destas gorduras insaturadas em trans (saturadas); portanto, quanto maior a consistência, menos saudável. Sorvetes e biscoitos também sofrem hidrogenação.


O que fazer; não comer? Não; a palavra é moderar.


O óleo de cozinha, mesmo vegetal, quando reutilizado também não é bom.


Quando for fazer qualquer tipo de carne, limpe bem a gordura aparente antes de prepará-la, por exemplo, tire a pele da galinha antes e não já no prato quando estiver pronta.


Sempre prefira que qualquer carne seja GRELHADA (grelha é furada, o que evita a reabsorção da gordura liberada ao ser aquecida). Outra dica: quanto mais bem passada a carne, menos gordura ela terá.

Facebook

Blog

Entre em Contato

Nome *

Assunto

Mensagem