Todos os grandes estudos incluindo diabéticos ou não, mostraram que para grande parte dos pacientes com obstruções coronarianas, o tratamento clinico medicamentoso quando realizado de maneira intensa e eficaz, de acordo com os principais estudos, pode ser o suficiente para os pacientes estáveis  sem a necessidade de intervenções como cirurgia ou implante de stents.         — — — — — — — —          Comer bemMINI COCOTTE À LULU (Nick e Janjão do Lorenzo Bistro)Ingredientes:1 pessoa80 gr  de lulas limpas e em rodelas50 gr de camarões médios descascados e limpos10 ml de caldo de legumes20 ml de azeite extra virgem de oliva1 dente de alho amassado5 tomatinhos cereja partidos ao meio1 ramo de tomilho1 colher de sobremesa de salsa picada10 ml de vinho branco secoSal e pimenta a gostoModo de preparo:Em uma frigideira esquente o azeite e doure o alho, acrescente a lula e o camarão e refogue por 1 minuto. Adicione o vinho branco e deixe evaporar. Finalmente acrescente o caldo de legumes, as ervas e os tomatinhos e tempere com sal e pimenta moída na hora. Sirva em mini coccotes.Obs: É importante não cozinhar muito para que os camarões e a lula não percam o ponto.Trazidas direto do Congresso Europeu de Cardiologia – Barcelona 2009> Em estudo com pacientes assintomáticos sem diagnóstico de obstrução coronariana o uso de aspirina como prevenção não mostrou beneficio e em contra partida sujeitou os pacientes a mais sangramentos. > Novas recomendações para avaliação pré operatória de cardiopatas que vão se submeter a cirurgia não cardíaca, alerta para a não necessidade de cirurgia ou implante de stents em pacientes assintomáticos ou com isquemia de pequena monta, antes do ato cirúrgico.> Está em curso uma nova opção para pacientes com estenose aórtica grave necessitando troca desta válvula; uma seria a colocação desta válvula por cateterismo e outra por uma pequena cirurgia, bem menor que a tradicional. > Um estudo Sueco mostrou que somente 1% da diminuição da mortalidade por doença coronariana, que foi de em torno de 50% entre os anos de 1986 e 2002, pode ser atribuída ao uso de STENTS, cirurgia de revascularização (ponte), fatores de risco como pressão alta, HDL colesterol baixo e anormalidades na glicose. Por outro lado intervenções como a pratica de exercícios regulares se mostrou eficaz no combate a esta situação.> Se a atividade física em crianças e jovens melhora a qualidade de vida, o desenvolvimento motor, social, intelectual e emocional não há duvidas sobre a importância desta pratica. Porém como existe a possibilidade de morte súbita que é de origem cardíaca em 90% dos casos, como as vezes vemos no noticiário ,recomenda-se para todos que dedicam 10 ou mais horas por semana treinando, praticando ou competindo que devam ser avaliados mais profundamente em busca de anormalidades do ritmo ou do músculo cardíaco principalmente. 
> Novo remédio para aqueles com fibrilação atrial em uso de anticoagulantes pode evitar AVC de maneira mais eficaz e sem a necessidade de dosagens mensais da coagulação. Foi o que mostrou estudo apresentado durante o congresso ,o que pode revolucionar este tipo de tratamento.> Um novo tipo de STENT biodegradável foi testado e pode ser a próxima opção para aqueles que tem indicação para este tipo de tratamento.> A mortalidade hospitalar do infarto agudo do miocárdio caiu de 30% para 10% nos últimos 30 anos e isto se deve ao tratamento medicamentoso mais eficaz, a rapidez do inicio do tratamento e a qualidade das unidades coronarianas .> Dois estudos mostraram que banir o cigarro de lugares fechados, diminui a incidência de infarto em não fumantes. Na Irlanda a diminuição foi de 21% logo nos primeiros 5 meses e em Piedmont, Itália 6% já no primeiro mês; neste ultimo caso a restrição foi apenas para aqueles com menos de 70 anos de idade.C A R L O S  S C H E R R  S E R V .  C A R D I O L  Ó G I C O S  L T D A .                  Rua Visconde de Pirajá, 595 — 1204 — Ipanema — Rio de Janeiro — CEP 22410-003 Sitewww.scherr.med.brE-mailcarlos.scherr@all.com.br 
Telefone Consultório(21) 2294-1544 Celular | Urgências(21) 8145-8005 Skypecarlos.scherr.serv.cardiologicos Caso deseje RETIRAR seu e-mail desta lista, favor enviar e-mail para:carlos.scherr@all.com.br no campo ASSUNTO escreva: RETIRAR E-MAIL DO NEWSLETTER
Copyright (C) 2008 *| Carlos Scherr Serv. Cardiológico LTDA |* Todos os Direitos reservados.